FANDOM


O Distrito Federal de Metrópolis, simplesmente conhecido como Metrópolis,[1] Delaware, é uma grande cidade metropolitana localizada na costa leste dos Estados Unidos. Ela está localizado em toda a baía da cidade irmã, Gotham City, em Nova Jersey.[2] Por dois anos a cidade foi a casa do alienígena Superman, que a defendeu do ataque de Zod durante a Batalha de Metrópolis[3] e no ataque do monstro Kryptoniano Apocalypse.[2]

História

Metrópolis foi fundada em 1661 pelos primeiros colonizadores europeus no início da colonização da América do Norte. Cresceu firmemente para se tornar uma das maiores cidades do mundo e se tornou um famoso centro de tecnologia e mídia.

Humanidade conhece Superman

Grande parte do distrito comercial central de Metrópolis foi destruído pelo General Zod e suas forças militares Kryptonianas em sua tentativa de converter a atmosfera da Terra à de Krypton. Edifícios inteiros foram destruídos e entulho e detritos cobriram a área.[3][4] Metrópolis se recuperou a tempo e se tornou salvaguardada por seu novo salvador local, Superman. No rescaldo, uma grande estátua de Superman foi construída no centro da cidade em um novo local chamado Heroes Park.[1][5]

Lex Luthor foi um dos principais responsáveis por fazer a cidade se recuperar, investindo pesado em sua reconstrução.[6]

A morte de Superman

18 meses após o Evento Black Zero, o time de Metrópolis ganhou contra Gotham City em um jogo de futebol americano, resultando em uma briga por ambas as partes. O Heroes Park eventualmente foi vandalizado por Wallace Keefe e protestos contra o Superman eclodiram pelo mundo todo. Mais tarde, Luthor conseguiu transportar o xenomineral Kryptonita ilegalmente até seus laboratórios, que foi invadido por Batman. Ele então começou a usar os destroços da Nave Batedora 0344, localizada no centro de Metrópolis, para estudar o corpo de Zod e, eventualmente, criar o Apocalypse.[2]

Apocalypse enfrentou a Trindade, destruindo o Heroes Park no processo, sendo derrotado no porto de Gotham e causando a morte de Superman.[2]

Sem seu herói, Metrópolis entrou em luto, enterrando um caixão vazio em um memorial à Superman, afirmando que seu "monumento" era a própria Metrópolis.[2]

O renascimento de Superman

Superman otimista
Este artigo ou sessão possui conteúdo do corte teatral de Justice League de 2017.
Estas informações deverão ser trocadas para a versão do diretor Zack Snyder's Justice League de 2021 o quanto antes. Você pode ajudar editando-o.

O Heroes Park se tornou um ponto constantemente visitado pelos cidadãos de Metróplis em luto. Bandeiras pretas com o símbolo de Superman foram erguidas em todo o mundo, especialmente na cidade do Homem de Aço. Eventualmente, a Liga da Justiça conseguiu ressuscitar Superman usando uma das Caixas Maternas, mas teve que enfrentá-lo por ter voltado confuso. Outro duelo se iniciou em Heroes Park, e Lois Lane foi capaz de impedir Clark de continuar a briga, retomando sua consciência.[7]

Organizações

Curiosidades

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 Turkish Airlines. Metrópolis. Página visitada em 10/10/2018.
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 2,4 Goyer, David S., Terrio, Chris (escritores) & Snyder, Zack (diretor) (25 de março de 2016). Batman v Superman: Dawn of Justice.
  3. 3,0 3,1 Goyer, David S., Nolan, Christopher (escritores) & Snyder, Zack (diretor) (14 de junho de 2013). Man of Steel.
  4. Cox, Greg (18 de junho de 2013). Man of Steel: The Official Movie Novelization. Estados Unidos: Titan Books.
  5. Gage, Christos (e), Bennett, Joe (a), Parsons, Sean (i), Hi-Fi (col), Bennett, Deron (let) & Antone, Alex (ed). "Upstairs/Downstairs": (29 de fevereiro de 2016), DC Comics
  6. Gage, Christos (e), Bennett, Joe (a), Parsons, Sean (i), Hi-Fi (col), Bennett, Deron (let) & Antone, Alex (ed). "Lex Luthor" Batman v Superman: Dawn of Justice #5: (janeiro 2016), Burbank, CA: DC Comics
  7. Terrio, Chris, Snyder, Zack (escritores), Whedon, Joss (escritor, reshoots) & Snyder, Zack (diretor), Whedon, Joss (diretor, reshoots) (17 de novembro de 2017). Justice League.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.