FANDOM


Para outros usos de Man of Steel, veja Man of Steel (desambiguação).
__Logo do Superman__MoS pequeno_ Filme | Romantização | HQ Prelúdio | Trilha-Sonora | Elenco


"Man of Steel Prequel" é uma história em quadrinhos prequela do filme de 2013 Man of Steel. Escrita por David S. Goyer, Geoff Johns, Zack Snyder e Sterling Gates, foi publicada em 18 de maio de 2013.

A história segue Kara Zor-El em sua vida em Krypton antes de deixar o planeta, e conta como a nave batedora caiu na Terra, posteriormente sendo achada por Clark Kent em Man of Steel.

Enredo

Aproximadamente 18.000 anos antes da Guerra Civil Kryptoniana, Kara Zor-El e seus colegas de classe foram para um exercício de treinamento recuperando três faróis em nome da Guilda Exploradora na selva kryptoniana. Kara explicou a seus colegas que o exercício é sobre a preparação dos pilotos para planetas desconhecidos e potencialmente hostis durante suas futuras missões de exploração espacial. Depois de atravessar a paisagem rigorosa, Kara enviou Nam-Ek e Dora ao sul, ela e Thara foram recuperar um dos faróis, enviando Kell-Ur, seu namorado Dev-Em para recuperar o último farol. Dev-Em questionou com raiva sua autoridade, mas Kara o dispensou e mandou nele mesmo assim. Quando ela localizou o farol, ouviu gritos de Kell-Ur, que estava prestes a cair de um penhasco. Enquanto ela tentou ajudá-lo, uma cobra mordeu sua mão e Kell-Ur caiu até a morte. Dev-Em chegou fingindo surpresa, mas foi confrontado por Kara que viu sangue em suas mãos. Ele se alterou e tentou matar Kara com seu facão, alegando que, como apenas quatro estudantes se formariam, matar os outros melhoraria muito suas chances. No entanto, ela rapidamente desarmou e subjugou Dev-Em para ser preso pelo Conselho Kryptoniano.

Em Kandor, o Conselho declarou Dev-Em culpado por agredir Kara Zor-El e assassinar Kell-Ur, o primeiro assassinato em Krypton em um milênio. Eles invocaram inicialmente a pena de morte, mas após protestos de outros membros do conselho, eles decidiram aprisionar Dev-Em indefinidamente. Na Guilda Exploradora, eles entregaram a Kara Zor-El o prêmio da Estrela de Rao por seu impecável histórico escolar e seu heroísmo em subjugar Dev-Em na missão. Pouco tempo depois, ela foi promovida a capitã da Nave Batedora 0344 para colonizar outros planetas de Krypton na chamada "Grande Era de Expansão". Ela se despediu de seus pais, Zor-El e Alura In-Ze, enquanto eles lhe deram uma pedra do sol com uma imagem holográfica de Kara e Kell. Enquanto milhares e milhares de Naves Batedoras deixaram Krypton, dois Guardas de Safira descobriram que Dev-Em escapou da prisão.

Quando a Nave Batedora saiu de Krypton, Kara preparou sua tripulação para hibernar por dez anos, até chegassem ao seu destino planetário. Durante seu sono profundo, ela sonhou com o dia em que Kell-Ur caiu do penhasco, no entanto, ela foi capaz de voar e resgatá-lo. De repente, ela acordou da hibernação e descobriu que Dev-Em entrou furtivamente a bordo de sua nave e matou sua tripulação durante os dez anos em que estavam dormindo. Dev-Em explicou que alguns membros do conselho discordaram de sua execução e o libertaram a bordo de uma Nave Batedora no espaço. Ele observou que o Conselho preferia poupar um criminoso condenado do que profanar séculos de valores e cultura Kryptoniana. Dev-Em explicou que ele queria viajar pelo sistema Sol para criar à força uma nova colônia Kryptoniana com Kara. Eles começaram a lutar entre si, o que danificou seriamente os sistemas de controle da nave e estabeleceu automaticamente um curso de emergência para a Terra. A nave colidiu em um Canadá pré-histórico, deixando a neve cobrir a nave durante os anos.

Em 2013, um sinal foi descoberto pela NASA, que o localizou em Ellesmere Island, no Canadá, debaixo das prateleiras de gelo com milhares de anos. Em outro lugar, Clark Kent estava trabalhando em um barco de pesca na costa do Alasca.

Links externos

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.