FANDOM


"A boa sorte de um é sempre o azar do outro."
―Anatoli Knyazev[fonte]

Anatoli Knyazev (24 de fevereiro de 1975 – 13 de novembro de 2015) foi um mercenário internacional que lidou principalmente com armas e tráfico de seres humanos. Foi contratado por Lex Luthor para fazer diversos serviços contra Superman em prol de seu plano, e foi morto mais tarde por Batman.[1]

Biografia

Trabalhando para Lex

Nascido na Rússia, Knyazev se juntou às forças armadas e subiu nas fileiras antes de se tornar um agente de alta patente. Ele finalmente começou a liderar uma equipe de ex-militares em suas operações, que incluía trabalhar para o industrial bilionário Lex Luthor.[1]

Missão em Nairomi

Em 2015, Luthor contratou Knyazev para viajar para Nairomi, onde a repórter Lois Lane estava se preparando para entrevistar o terrorista africano General Amajagh.[1]

Anatoli pega a câmera de Jimmy Olsen

Anatoli pega a câmera de Jimmy Olsen.

Quando Lane e o fotógrafo Jimmy Olsen chegaram ao quartel-general de Amajagh, Knyazev investigou câmera de Jimmy, quebrando várias partes dela e encontrando um dispositivo da CIA. Depois de Amajagh descobrir a "traição" de Lois Lane por ter trago um agente espião, o General atira na cabeça de Jimmy, Amajagh faz Lane refém apenas para ser traído por Knyazev quando este percebeu que a chegada do Superman já era prevista. [1]

Knyazev começou a executar os homens de Amajagh e ordenou a seus homens que fizessem o mesmo, Knyazev então usou um lança-chamas para queimar todos os homens de Amajagh para fazer parecer que o Superman usou sua visão de calor para matar os homens antes de partir logo antes do Superman chegar.[1]

Ao retornar para Gotham City, que serviu como sua base de operações, Knyazev foi para um clube de luta subterrâneo apenas para perder sua aposta em um lutador depois que Bruce Wayne deu seu conselho de oponente.[1]

Fugindo do Batman

Algum tempo depois, Luthor contratou Knyazev para transportar uma grande porção de Kryptonita do petroleiro Português Branco para sede da LexCorp. Knyazev fez o que lhe foi dito, mas foi emboscado pelo vigilante Batman, que perseguiu o primeiro através de Gotham no Batmóvel. Knyazev tentou derrubar o vigilante com um lançador de foguetes, mas foi parado pelo sistema de defesa de mísseis balísticos do Batmóvel. Knyazev passou a entregar a Kryptonita a Luthor em um caminhão meio destruído depois que Superman interveio para deter Batman, sem que Knyazev soubesse.[1]

Assassinando a testemunha

Depois que Kahini Ziri, que Lex contratou para mentir para a mídia e o governo dos Estados Unidos sobre o envolvimento do Superman em Nairomi disse a verdade ao senador June Finch, Lex ordenou que Knyazev terminasse com ela e fizesse com que parecesse um acidente. Knyazev a seguiu até uma estação de metrô e, assim que um trem passava, empurrou-a nos trilhos, matando-a.[1]

Anatoli ameaça matar Martha

Anatoli avisa sua ameaça para Batman.

Knyazev sequestrou Lois Lane e Martha Kent antes de receber ordens de Luthor para matar Kent em uma hora se o Superman falhasse em matar Batman. Knyazev leva Martha para seu armazém no porto de Gotham.[1]

Batman mais tarde chega ao armazém onde Knyazev está mantendo Martha como refém e ordena que seus homens se preparem para o Morcego, que os entrou destruindo o chão onde estavam, derrubando-os um por um. Quando Knyazev ameaçou usar um lança-chamas para matar Martha, Batman apontou uma arma de fogo no tanque de combustível nas costas de Knyazev e disparou lá, fazendo-o vazar gás. Knyazev se virou e inadvertidamente se incendiou, fazendo com que uma bola de fogo consumisse a sala.[1]

Aparência

Anatoli Knyazev

Anatoli Knyazev.

Anatoli Knyazev é um homem impiedosamente cruel e malévolo, completamente obediente às ordens de seu empregador Lex Luthor, sendo mais do que disposto a cometer atrocidades (tais como assassinar indiretamente Cesar Santos, assassinar diretamente Jimmy Olsen, Kahina Ziri e muitos outros Nairomianos, como bem como queimar Martha Kent viva) se for ordenado e pago pelo último para fazê-lo.

Personalidade

Anatoli é um típico mercenário frio que está disposto a fazer qualquer coisa por dinheiro. É extremamente fiel à Lex Luthor e seu pagamento, sendo capaz de atrocidades por ele. Anatoli foi responsável por empurrar Kahini para frente de um trem em movimento sem mostrar nenhuma reação ou mudança de estado mental, mostrando o quão frio ele pode ser. Ele também é mostrado como homem de muitos contatos, não só por ter se infiltrado em um exército terrorista, mas por ter conseguido mandar homens esfaquearem Cesar Santos dentro da prisão. Ele também possui uma pequena milícia de homens leais a ele. Não se sabe se são também contratados por Lex, ou contratados pelo próprio Knyazev para ajudar em suas tarefas doentias.

Um dos hobbies de Anatoli, visto após o incidente de Nairomi, é assistir a lutas ilegais, onde altas apostas ocorrem. Esse tipo de divertimento lhe rende algum dinheiro à mais, apesar de ter perdido para Bruce Wayne pouco antes de ser abordado pelo mesmo. Knyazev também parece mostrar um gosto por bebidas alcoólicas como Whisky.

Equipamentos

  • Heckler & Koch USP45: Anatoli usou esta arma para matar vários dos militantes do General Amajagh em Nairomi. Alguns de seus capangas também usaram isso durante a luta do armazém com Batman.
  • Lança-chamas: A principal arma de Knyazev, usada para queimar os cadáveres dos terroristas nairomianos (incriminando o Superman), e o dispositivo com o qual ele pretendia matar Martha Kent.

Relacionamentos

Aliados

Inimigos

Curiosidades

  • Anatoli Knyazev é mais conhecido nos quadrinhos da DC Comics como KGBesta, um ex-militar mercenário russo.
    • Em uma entrevista, o diretor Zack Snyder revelou que o personagem de Callan Mulvey foi abordado por seu nome real porque acredita que se referir a ele como "KGBesta" causaria problemas com autoridades russas.

Links externos

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 1,6 1,7 1,8 1,9 Goyer, David S., Terrio, Chris (escritores) & Snyder, Zack (diretor) (25 de março de 2016). Batman v Superman: Dawn of Justice.